Faltas dos alunos, como evitar a evasão escolar?

Faltas – em qualquer nível escolar – tem consequências negativas para os alunos. Sobretudo se o aluno falta constantemente. Alunos que possuem muitas faltas, via de regra, apresentam notas baixas e baixo desempenho escolar. Isso acontece porque eles não conseguem acompanhar a sequência das disciplinas escolares. Crianças faltantes apresentarão comprometimento em seu desempenho durante toda sua vida escolar, e adolescentes faltantes são fortes candidatos à evasão escolar.

Como a escola pode fazer com que haja menos faltas?

O primeiro passo é identificar de que tipo de falta se trata:

  • Alunos que “matam” aulas;
  • Pais que dizem que o aluno recusa-se a ir para a escola;
  • Aluno que não justifica porque falta;
  • Pais que não explicam porque o aluno falta;
  • Problemas de saúde.

Antes de intervir no problema das faltas, é necessário fazer um levantamento:

  • Do número de faltas;
  • Se as faltas são consecutivas ou não;
  • Das razões das faltas;
  • Da época do ano;
  • Da idade do aluno.

Tendo estes dados em mão, a escola deverá então partir para a ação:

  • Investigar o real motivo da falta – pois nem sempre o motivo alegado é o real;
  • Conversar com aluno por aluno, ou pai por pai de cada aluno, para então tomar as medidas de auxílio que possam evitar que o aluno tenha mais faltas. Às vezes alguns motivos são bastante difíceis de lidar, como problemas familiares, dificuldades financeiras, que podem causar dificuldade em pagar o transporte escolar, alunos que precisam cuidar de filhos ou irmãos pequenos, bullying, etc. A escola deve estar preparada para enfrentar estes possíveis problemas e verificar como lidará com estes impasses;
  • Se o aluno não faltar por motivo de força maior, ajudá-lo a ver a importância de comparecer às aulas, e o impacto que estas faltas trarão para ele no futuro.
  • Criar incentivos para presença escolar, como certificados para aqueles que estão faltando menos;
  • Estabelecer programas de atividades após a aula – muitos alunos gostam de atividades extra-classe, como jogos diversos, oficinas, palestras com profissionais, etc;
  • Fazer visitas às casas de alunos que julgarem convenientes para conscientizar os pais a respeito do problema do excesso de faltas;
  • Estabelecer medidas preventivas para lidar com casos de alunos que realmente precisem faltar, como por exemplo, por motivo de doença. De que forma a escola poderá “compensar” as aulas e as notas perdidas? Estas medidas devem estar preparadas previamente e os professores cientes dos casos, a fim de que o aluno não repita de ano devido às faltas.

Conclusão

Certamente, a questão de lidar com os alunos faltantes não é fácil. O principal é primeiramente se prevenir, pensando em todas as possibilidades de problemas que os alunos possam ter. Estas hipóteses podem ser levantadas por meio de diálogo com os professores e outros profissionais da educação. Certamente os professores conseguirão citar vários exemplos de casos de outros alunos que tiveram anteriormente. Com base nestas alternativas, elabore criteriosamente as possíveis respostas e soluções que poderá utilizar na hipótese de casos semelhantes aparecerem. O ideal mesmo é que se evitem problemas maiores, identificando e resolvendo problemas de excesso de faltas assim que eles começarem a se manifestar.

Por quais motivos você acha que os alunos faltam? Deixe seu comentário!

Compartilhe agora!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no skype
Compartilhar no google
Compartilhar no email

Últimos Artigos

Sua mensagem foi enviada com Sucesso!

Fique tranquilo! A gente vai te responder rapidinho! Muito obrigado :D